Blog

O custo para implantação de energia solar está reduzindo

Alavancada pela competitividade do mercado chinês e ampliação do setor no Brasil, a instalação de projetos de energia solar se tornam cada vez mais acessíveis. De acordo com levantamento realizado pelo Portal Solar o custo com equipamentos sofreu queda de cerca de 30% no último ano. Já a instalação teve redução de aproximadamente 40%. Vantagens que tornam a energia fotovoltaica ainda mais atraente para empreendimentos de diferentes portes, bem como para uso residencial, e legitimam o salto de crescimento esperado para este ano. De acordo com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR) em 2019 o setor deve experimentar uma expansão próxima a 44% na capacidade instalada, alcançando os 3,3 gigawatts (GW). O valor ainda é bastante inferior aos líderes de geração mundiais China (131 GW), EUA (51 GW) e Japão (49 GW). O potencial brasileiro, no entanto, tem capacidade de proporcionar um futuro de produção relevante por meio dessa matriz energética limpa e renovável. Isso por conta da grande incidência de raios solares em todo o território e do clima tropical, que proporciona longos períodos de tempo ensolarado. Mais fácil para investir Até poucos anos atrás era difícil ver nos telhados de residências e empresas as placas de energiasolar. Isso porque o investimento inicial era um grande impeditivo, com mercado ainda muito tímido no Brasil e poucos países produzindo equipamentos de qualidade. O cenário atual, porém, é de crescimento vertiginoso, com a entrada da China na produção de componentes e abertura de linhas de crédito para consolidar a geração renovável entre os brasileiros. Investimento lucrativo O crescimento do mercado de energia solar no Brasil, bem como ocorre com a popularização de qualquer outra área ou produto, tem como efeito direto a diminuição do valor de investimento inicial. Neste caso específico, o barateamento da tecnologia ainda está acompanhado de outro fator muito importante, os consecutivos aumentos da tarifa de energia elétrica, que tornam a escolha por um projeto de geração fotovoltaica ainda mais atrativa. O encarecimento experimentado por todos os brasileiros nos últimos anos é reflexo direto das mudanças climáticas e da escassez de recursos para abastecer as usinas hidrelétricas, principais fontes geradoras de energia no Brasil. Com os baixos níveis nos rios outros recursos mais onerosos, como carvão e petróleo, passam a ser utilizados, valor que recai diretamente na conta de luz. Essa realidade motiva quem deseja investir conscientemente. Benefícios para empresas A versatilidade dos sistemas de energia solar torna possível que o projeto seja adaptado para necessidades em escala residencial ou industrial. No caso de empresas, por exemplo, a geração pode se tornar em um investimento de longo prazo. Com retorno sobre o investimento estimado para ocorrer, em média, dentro de cinco anos é possível ao empresário, após esse período, investir em melhorias, aumentar a margem de lucro ou até mesmo repassar o valor economizado para o produto final, criando um importante diferencial com relação aos concorrentes. É possível financiar um projeto de energia solar Uma preocupação frequente entre quem tem interesse em buscar alternativas limpas e renováveis deenergia está ligada à necessidade de um investimento inicial. No entanto, seguindo uma preocupação em incentivar este tipo de investimento no País, bancos e instituições financeiras disponibilizam formas de financiamento tanto para projetos residenciais quanto para indústrias e agronegócio. Esses recursos são oferecidos com taxas diferenciadas e podem ser quitadas ao longo de vários meses, dependendo do valor total da execução da obra e aspectos específicos do contratante. Projetos para demandas específicas Especialista em energia solar fotovoltaica de todos os portes, a empresa catarinense Topsun aponta para a necessidade de se realizar uma avaliação criteriosa sobre cada projeto para que seja possível desenvolver um sistema que atenda a demanda de geração do consumidor. Dados como consumo, espaço para a instalação das placas e investimento disponível para a realização da obra serão observados pelos especialistas contratados e poderão influenciar no valor final do orçamento. É responsabilidade da empresa além do planejamento também a execução completa do projeto, com a instalação das placas e entrega das licenças para que o sistema seja ligado à rede elétrica externa. De modo geral, após o orçamento ser aprovado leva menos de um mês para concluir a realização de todo o processo. Baixo custo também para a manutenção Além dos valores estarem mais atraentes para quem busca investir na geração da própria energia,outra boa notícia é com relação à manutenção do equipamento. Caso os produtos adquiridos sejam de qualidade, o sistema exige poucos cuidados, isso porque a própria chuva realiza a retirada da poeira acumulada, sendo preciso apenas fazer a limpeza de folhas caídas sobre as placas e manutenção de árvores próximas podadas, evitando sombras e consequente redução na eficiência do projeto. Investe São Paulo 05/08/2019.
Criado: 08-08-2019
voltar